terça-feira, 29 de junho de 2010

alma.



"É atras dos olhos que se guarda a alma"_ ele disse para a menina que chorava.
Ela correu para o espelho e olhou em seus olhos por quatro horas. Tinha medo de piscar.
Se perguntou se sua alma tinha cor. Imaginou um cinza azulado. Como um fio de esperança, um quase desastre. Um suspiro.
Imaginou se tinha forma. Espiral. Envolvente e perigosa. Traiçoeira. Uma alma que rouba a sua mente, uma alma que te perde.
Imaginou sua textura. Viu uma densa fumaça. Intrometida, entorpecente.
Se perguntou se tinha cheiro. Ácido. Que arde e corta o interior do seu corpo.
Imaginou seu gosto. Azedo. Que arrepia, que vicia.
"É atras dos olhos que se guarda a alma"_ ela repetiu em voz alta e fechou os olhos.
Escondeu sua alma.

6 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Tá lindo, como sempre. Você escreve super bem (:

    ResponderExcluir
  3. É, até que você sabe escrever, hahaha.
    Gostei do final "Escondeu sua alma" :o
    HAHAHAHAHA.

    ResponderExcluir
  4. Você tá melhor. Bonito isso.

    ResponderExcluir
  5. A minha alma deve ser rosa *-* SADJOIPADSJOISADJ'.

    Nossa a menina da alma estranha deve ser muito má, ou triste ><

    ResponderExcluir